Filhote de Scottish Terrier: 6 dicas para cuidar do seu filhote

Filhotes de cachorro são lindos, divertidos, têm bastante energia e precisam de cuidados especiais. Por isso, antes de adotá-los, prepare-se. Veja dicas!

Vai adotar filhotes de cachorro pela primeira vez? Ter um animalzinho em casa é um sonho para muitas pessoas, mas como eles precisam de atenção, carinho, alimentação certa, entre outros cuidados, é preciso esperar o momento certo para ter um amigo de quatro patas em casa.

Já que chegou a sua hora, é melhor pesquisar bastante antes de adotar os filhotes de cachorro. Assim, poderá preparar a casa para recebê-los e saberá como cuidar deles da melhor maneira.

Para ajudar você a desfrutar dos momentos com o seu novo pet da melhor forma, separamos algumas dicas. Confira e divirta-se com seus peludos!

Confira baixo dicas que vão te ajudar muito nos cuidados de seu filhote de Scottish Terrier

1. Prepare a casa para receber seu filhote

Adotar um ou mais filhotes de cachorro significa, basicamente, ter um novo membro da família em casa. Por isso, a chegada do animalzinho pode requerer adaptações ao seu lar.

Por exemplo, é necessário encontrar um local para colocar o comedouro, a água e o tapete higiênico. Além disso, é fundamental remover, de início, objetos pontiagudos ou frágeis que estejam em alturas baixas e , portanto, acessíveis.

Por mais que você já tenha um cachorro em casa, é preciso preparar seu lar para a chegada dos filhotes de cachorro. Em resumo, seu animal de estimação atual pode ter uma personalidade mais reservada. Por outro lado, o filhote pode ser mais ativo, quebrando objetos ou se aventurando por janelas e sacadas.

Quando você já tem um animal de estimação, outro ponto a se pensar é se o espaço de alimentação é suficiente ou se é necessário encontrar mais um local para essa finalidade.

2. Alimentação 

a necessidade energética do filhote é maior que a de um animal adulto, por isso, ofereça um alimento específico para a categoria. Os cães de pequeno porte devem receber dieta para filhotes, preferencialmente, até 9 a 12 meses; os de médio porte até 12 meses; e raças de grande porte até 18 a 24 meses.

3. Pratique a Separação

Por mais tentador que seja, não deixe o filhote ficar colado ao seu lado o dia todo. Deixa-lo ter um tempo com ele mesmo ajudará evitar a ansiedade de separação. Além disso, despedidas ao sair e festas ao chegar podem não ser uma boa ideia. No comecinho, você pode deixar uma TV ou um rádio ligado para que seu pet tenha a impressão de pessoas em casa.

4. Vacine seu filhote e proteja ele contra diversas doença

Assim que o seu filhote completar 45 dias, tanto de cachorro ou de gato, você já pode dar as primeiras levas de vacinas. Isso é muito importante para que o seu novo amigo fique saudável e não contraia doenças durante os passeios ou encontros com outros companheiros. Aproveite para vermifugar e dar anti-pulgas.

5. Seu filhote pode Chorar

Caso você os adote assim que eles desmamarem, ou seja, caso pegue os filhotes de cachorro que estavam ainda com a mãe, provavelmente eles irão chorar por uma ou duas noites. Faz parte do processo de adaptação.

Além de dar atenção aos pequenos integrantes da família, é interessante adquirir um bichinho de pelúcia apropriado para cães brincarem. Os filhotes costumam gostar de dormir ao lado deles e tendem a ficar mais calmos.

Vale lembrar que o filhotes de cães só devem ser desmamados com no mínimo 30 dias de vida, mas o ideal é que mamem com até 60 dias. Antes disso, é importante que ingiram o leite da mãe.

Procure um médico veterinário para cuidar da saúde do filhotinho de Scottish Terrier

6. Socialize seu filhote com outros cães

Apresente novas experiências lentamente e nunca deixe o filhote ficar sobrecarregado. Leve o seu cachorro para o Petshop, pois lá tem grande oportunidade de socialização. Deixe seu filhote, de gato ou de cachorro, encontrar pelo menos duas pessoas novas todos os dias. Isso funciona para que o seu cãozinho ou o seu gatinho não cresça estranhando pessoas diferentes da família. As suas visitas agradecem.

Antes de tudo, planejamento!

Não importa se é filhote de cachorro de raça ou não, nem se é filhote de cachorro pequeno, grande ou médio, os cuidados com o cachorro sempre serão semelhantes e antes de decidir ter um pet em casa, é necessário planejar!

Receber um novo cachorro em casa é semelhante a receber um bebê e por isso é fundamental tomar alguns cuidados com a casa, preparar um local para o pet e fazer um planejamento de gastos.

Afinal, é comum se deparar com famílias doando animais por conta de uma adoção sem planejamento, quando a família não tem tempo de dar atenção ao pet ou não tem condições de lidar com os gatos que um filhote, ou até mesmo um cão adulto necessita.

Por isso, antes de ter um novo membro na família, é importante colocar a ideia no papel e ver se realmente vale a pena, avaliar se os tutores terão tempo de cuidar do animal, alimentar, dar carinho e fazer visitas frequentes ao veterinário.

Afinal, tudo isso é fundamental para o bem estar e para a saúde do animal.

Artigos Relacionados

Blog / Dicas

Origem do Ragamuffin

Origem do Ragamuffin A criadora de gatos Persa Ann Baker foi a responsável pelo surgimento dessa raça, no começo dos anos de 1960. Baker resgatou

Veja mais »