Linha do tempo do treinamento do filhote de cachorro: ensinando bom comportamento antes que seja tarde demais

Linha do tempo do treinamento do filhote de cachorro: ensinando bom comportamento antes que seja tarde demais

Filhotes, como bebês humanos, aprendem muito nos primeiros meses, especialmente quando se trata de navegar em seu novo ambiente e adotar boas maneiras.

Para obter dicas sobre como facilitar esse aprendizado, recorremos à treinadora de cães certificada Kate Naito, que também é uma avaliadora canina de bons cidadãos e diretora do programa de boas maneiras na Doggie Academy.

A primeira coisa a fazer antes treinamento começa

Antes mesmo de começar a treinar um filhote, é importante se concentrar na saúde emocional do seu filho, diz Naito, “Isso significa ter certeza de criar um ambiente no qual seu filhote se sinta seguro perto de você.”

O treinamento da infância, diz ela, se resume a dois componentes principais:

Construção de relacionamento Criação de estrutura Afinal, uma vez que existe um vínculo de amor e confiança, é muito mais fácil (e agradável) ensinar a seu cão comportamentos e comandos específicos, como “largar” e “calcanhar”.

Estágio de crescimento: entre 8–16 semanas

Objetivo de treinamento nº 1: Exposição ao meio ambiente

Nesse período crítico de socialização que termina em 16 semanas, os filhotes são estudantes da vida, explica Naito. Eles estão curiosos – e deveriam estar aprendendo – sobre como o mundo ao seu redor funciona, especificamente como as coisas se parecem e soam. Por esse motivo, Naito geralmente se concentra em expor os filhotes ao ambiente antes de mergulhar no treinamento de obediência.

Ela recomenda que os filhotes se familiarizem (e se sintam confortáveis) com:

arredores: incluindo ruídos do tráfego, transporte público, passeios de carro, transeuntes de todas as idades e formas e outros cães. Atividades: Incluindo visitas ao veterinário e tratamento corporal. “O objetivo é ensinar a um filhote que o mundo é um lugar divertido, não assustador”, diz ela.

Meta de treinamento nº 2: controle de impulso

A primeira lição de treinamento de comportamento verdadeiro para filhotes neste estágio deve ser o controle básico de impulso. “Isso pode vir de várias formas”, explica Naito, “mas a maioria dos novos proprietários começa com um simples 'sentar'. ? ” em vez de “Me dê isso!”

No mínimo, as famílias devem fazer com que os filhotes adquiram o bom hábito de sentar-se antes da hora das refeições. Idealmente, você também deve levar as coisas mais longe e integrar o comportamento na hora de brincar, fazendo com que seu filhote se sente antes de jogar. “Este tipo de treinamento pode começar assim que seu filhote chegar em casa (já em oito semanas), desde que você planeje usar o treinamento de reforço positivo”, diz Naito.

Estágio de filhote: Por volta dos 6 meses

Nessa idade, seu filhote em crescimento deve estar bem versado em várias lições.

Meta de treinamento nº 3: Brincadeira educada

Filhotes que aprendem a lição de brincadeiras educadas sabem quando parar (e podem seguir o comando “largue”), o que está fora dos limites e entendem o que “não morder” significa. Enquanto seu filhote ainda está em fase de dentição e provavelmente tem um forte desejo de morder e mastigar coisas, ele deve saber quais utensílios domésticos são brinquedos para brincar e quais objetos não são – por exemplo, seu corpo e roupas.

“Claro, tudo isso deve ser feito usando um treinamento sem força”, diz Naito.

Meta de treinamento nº 4: Treinamento em casa

“Este pode ser um trabalho em andamento por vários meses, mas seu filhote deve estar progredindo constantemente em ir ao banheiro nos lugares apropriados”, diz Naito.

Objetivo de treinamento nº 5: Ser sozinho

Seja treinando na caixa ou deixando seu filhote em outro tipo de lugar seguro e fechado, Naito diz que o objetivo é garantir que seu filhote possa ficar sozinho por curtos períodos de tempo.

Objetivo do treinamento Nº 6: Recall

Fazer com que os cães respondam ao comando “venha” logo no início é importante, diz Naito. “Mesmo que o seu cachorro não se lembre de um foguete, o importante é que ele adora vir diretamente até você.”

Meta de treinamento nº 7: controle de impulso contínuo

Nessa idade, os filhotes devem pedir educadamente por todas as suas coisas favoritas sentando-se primeiro – isso significa sentar-se antes de comer, brincar e assim por diante. “Se o seu cachorro está latindo, pulando ou tentando chamar sua atenção, você está criando problemas para ele à medida que ele fica maior e mais forte”, diz Naito.

Estágio de crescimento: Em um ano

Ao atingirem um ano de idade, os cães devem estar progredindo no aprendizado de todos os comportamentos educados de que precisarão para o resto de suas vidas.

Meta de treinamento nº 8: Domínio desses comportamentos básicos

Naito explica que, embora os “princípios básicos” variem de acordo com seu cão e seu ambiente, eles normalmente incluem aprender a:

Sentar, sentar e ficar (mesmo com distrações) Venha quando chamado (especialmente quando sem coleira) Guia solta andando Largue e deixe

É tarde demais para ensinar um cachorro?

Embora Naito diga que pode não ser tarde demais para ensinar comportamentos específicos além da fase de filhote, esta fase é crítica – principalmente nos primeiros três a quatro meses – quando se trata de construir essa base emocional.

“Se um filhote aprender a não confiar nos humanos – talvez porque eles gritem e castiguem, roubem seu prato de comida para estabelecer domínio ou o forcem a entrar em situações assustadoras – você terá uma batalha difícil ensinando habilidades para a vida mais tarde”, diz Naito.

Os cães que têm medo de pessoas terão mais dificuldade em vir quando chamados. E aqueles que pensam que as pessoas podem roubar seus brinquedos não estarão tão propensos a “deixá-los cair” quando questionados.

Você pode progredir, acrescenta Naito, mas é mais fácil treinar cães que começam com uma base de confiança e comunicação clara. E é mais fácil ensinar a cachorros jovens comportamentos como brincadeiras delicadas do que cachorros de tamanho normal.

Mas, por meio do treinamento de reforço positivo, é possível ajudar cães de qualquer idade a reconhecer que pode ser divertido se comportar com educação. “Em muitos casos, você pode reverter o comportamento rude rapidamente, ensinando uma maneira nova e agradável de se comportar”, diz ela. Em outras palavras, seu cão não terá tanta probabilidade de fugir com suas meias se a alternativa for “largar” e ganhar um petisco.

Cada cão e o ambiente de cada cão são diferentes, portanto, lembre-se de que os principais marcos do treinamento variam de acordo com o seu cão e o ambiente ao seu redor.

Artigos Relacionados