O que saber sobre quimioterapia para cães com câncer

O que saber sobre quimioterapia para cães com câncer

O câncer é uma preocupação canina comum. O câncer canino afeta cerca de 25% de todos os cães e 30% dos cães com mais de 7 anos, de acordo com a AKC Canine Health Foundation (CHF). É a principal causa de morte em animais de estimação mais velhos, com até 50% morrendo de câncer.

O choque de um diagnóstico de câncer para seu animal de estimação pode trazer consigo muitas perguntas. Quais opções existem para cães com câncer? A quimioterapia é uma delas? O que está envolvido no tratamento de quimioterapia e vale a pena? Conversamos com a Dra. Diane Brown, DVM, Ph.D., DACVP, CEO e Científica da AKC CHF, para responder a essas perguntas sobre quimioterapia canina.

O que é quimioterapia para cães?

Assim como acontece com os humanos, a quimioterapia para cães é uma série de tratamentos medicamentosos. A quimioterapia funciona para interromper ou retardar o crescimento de células cancerígenas que se espalham rapidamente, impedindo que elas se dividam e se multipliquem. A quimioterapia pode, às vezes, ajudar a retardar a progressão e a disseminação do câncer pelo corpo do seu cão, reduzir o tamanho do tumor antes da cirurgia e melhorar a resposta do cão a outros tratamentos anticâncer.

Como a quimioterapia canina difere dos tratamentos humanos?

Os veterinários administram os mesmos tipos de medicamentos quimioterápicos a cães que os médicos administram a pacientes humanos com câncer. Em humanos, as doses dos medicamentos são altas e o tratamento é agressivo. Embora a quimioterapia possa curar o câncer ou prolongar a vida de uma pessoa, ela geralmente resulta em efeitos colaterais graves.

O tratamento quimioterápico para cães envolve doses significativamente menores de medicamentos. Por si só, a quimioterápica para cães provavelmente não curará seu animal de estimação. No entanto, a quimioterápica pode ajudar seu cão a aproveitar muitos mais meses (ou até anos) de vida confortável sem sofrer efeitos colaterais graves.

Golden Retriever sendo confortado enquanto está deitado na mesa do veterinário.

alexsokolov/Getty Images Plus

Que tipos de câncer canino a quimioterapia trata?

Houve avanços significativos em tratamentos de quimioterapia para cães nas últimas décadas. No entanto, a quimioterapia não funciona para tratar todos os cânceres caninos. Por exemplo, melanomas orais são resistentes ao tratamento de quimioterapia. Mesmo quando os estudos mostram resultados positivos, os benefícios da quimioterapia dependem de vários fatores. Isso inclui o tipo de câncer, o estágio de seu desenvolvimento, outros tratamentos disponíveis e a idade do seu cão, bem-estar e saúde geral.

Alguns tipos de câncer canino que seu veterinário pode discutir sobre a possibilidade de tratamento com quimioterapia incluem osteossarcoma, carcinoma de células transicionais, hemangiossarcoma e linfoma.

Existem mais de 30 tipos de linfoma canino, e estudos mostram que a quimio é o tratamento mais eficaz para a maioria deles. Em muitos casos, o tratamento resulta na doença entrando em remissão, sem sinais detectáveis ​​do câncer no corpo por um longo período. O tratamento geralmente envolve a administração de uma combinação de medicamentos quimioterápicos no geral por vários meses.

Um veterinário ou um especialista em oncologia veterinária recomendará opções de tratamento para o tipo, grau e estágio do câncer. Esses e outros fatores também ajudarão a determinar se outras opções de tratamento, como cirurgia, radiação, imunoterapia, terapias complementares ou uma combinação de terapias, são adequadas.

Como são administrados os tratamentos de quimioterapia para cães?

Como um cão recebe tratamento quimioterápico depende do tipo e da gravidade do câncer. Frequentemente, os veterinários administram os medicamentos por via intravenosa ao seu cão como um paciente diurno. Ocasionalmente, os veterinários injetam a medicação diretamente no tumor, em um músculo ou em uma cavidade corporal, como o abdômen. Outras vezes, os donos podem dispensar a medicação oral em casa.

Quanto tempo dura o tratamento de quimioterapia para cães?

“É muito individualizado com base no tipo de câncer, no estágio e no tratamento recomendado”, diz o Dr. Brown. “Portanto, não há uma resposta única.” Um curso de quimioterapia normalmente envolve vários tratamentos. Alguns são administrados diariamente, alguns semanalmente e outros a cada poucas semanas. Alguns cães podem permanecer na quimioterapia pelo resto de suas vidas. Outros podem receber tratamento esporádico ou encerrar o tratamento completamente se o câncer desaparecer ou entrar em remissão.

©hedgehog94 – stock.adobe.com

Quanto custa a quimioterapia para cães?

Também não há uma resposta única para a questão do custo, pois isso também varia de acordo com o tipo de câncer e estágio. No entanto, o tratamento de quimioterapia para cães pode ser caro e o seguro para animais de estimação nem sempre o cobre. Os custos variam de US$ 150 a cerca de US$ 600 por dose, de acordo com a Veterinary Cancer Society. Isso significa que o tratamento pode custar de várias centenas de dólares a vários milhares (ou mais).

Quais são os efeitos colaterais da quimioterapia para cães?

Os efeitos colaterais variam muito. Depende muito do tipo de tratamento, da dose e da saúde geral do cão e da reação individual.

Os cães toleram a quimio muito melhor do que os humanos, com efeitos colaterais geralmente sendo leves e controláveis ​​em casa. Os efeitos adversos geralmente afetam apenas 20 a 25% dos pacientes. Alguns dos sintomas mais comuns incluem:

  • Problemas gastrointestinais: Mais comumente, os cães sofrem de sintomas como náusea, vômito ou diarreia. Esses sintomas geralmente duram apenas alguns dias após o tratamento e são controláveis ​​com medicamentos e ajustes na dieta.

  • Supressão da medula sanguínea: Isso resulta em uma diminuição na contagem de glóbulos brancos, levando a um risco maior de contrair infecções. Fique atento aos primeiros sinais de infecção, que normalmente ocorrem cerca de sete dias após a administração da quimioterapia. Isso inclui febre alta, vômitos, falta de apetite, fraqueza, aumento da frequência cardíaca e respiração rápida. Quando as contagens são particularmente baixas, seu veterinário pode prescrever antibióticos como medida preventiva e recomendar evitar uma dieta de alimentos crus durante o tratamento.

  • Mudanças de pelagem: Ao contrário dos humanos, a perda de pelos é rara. No entanto, é mais provável que afete raças com pelos em crescimento contínuo, como Poodles ou Maltês. Outros cães podem apresentar alterações na textura ou cor da pelagem.

  • Sem apetite, perda de peso: Os veterinários podem oferecer medicamentos para ajudar a estimular o apetite do seu cão.

  • Infecções do trato urinário: Novamente, esses problemas podem ser resolvidos com medicamentos prescritos pelo seu veterinário.

  • Letargia

Seu cão fará check-ups regulares durante o tratamento de quimioterapia, e seu veterinário pode ajustar o protocolo se os efeitos colaterais forem graves. Se seu cão apresentar quaisquer sinais clínicos fora do comum, preocupantes ou prolongados, sempre discuta isso com seu veterinário.

Considerações de segurança durante a quimioterapia canina

O risco para você ou outros membros da família é pequeno. No entanto, evitar exposição desnecessária a medicamentos quimioterápicos é uma precaução sensata. Seu veterinário falará com você sobre orientações específicas de manuseio, mas algumas medidas gerais de segurança incluem:

  • Fezes e urina contêm traços de medicamentos quimioterápicos por 72 horas a várias semanas após o tratamento. No entanto, as maiores concentrações estão presentes nos primeiros dias. Sempre que possível, evite contato com fezes e urina durante esse período.

  • Se o seu cão urinar, vomitar ou tiver diarreia em sua casa, use luvas para limpar e lave bem as mãos depois.

  • Evite limpar fezes ou urina se estiver grávida, tentando engravidar ou amamentando.

  • Lave a roupa de cama suja separadamente, em ciclo quente, duas vezes.

  • Escolha um local com pouco ou nenhum tráfego para permitir que seu animal de estimação faça suas necessidades, evitando a exposição desnecessária de outros animais de estimação e pessoas.

  • Use luvas para administrar medicamentos orais e lave as mãos depois.

  • Supervisione as interações do seu animal de estimação com crianças e sempre lave as mãos após o contato.

folha/Getty Images Plus

A quimioterapia vale a pena para seu cão?

Embora o fator primordial de se o tratamento de quimioterapia é adequado para seu cão esteja relacionado à qualidade de vida dele, outros fatores também podem influenciar sua decisão. Estes incluem:

  • O tipo de câncer: Alguns tipos de câncer, como o linfoma, respondem muito bem ao tratamento quimioterápico. O protocolo UW-25 é um tratamento comum para linfoma que dura seis meses. Cerca de 80% dos cães neste protocolo entrarão em remissão, e pode levar mais de um ano para que eles precisem de mais tratamento.

  • O estágio do câncer: Se o seu cão tem câncer que sofreu metástase agressiva (se espalhou para várias partes do corpo) e mostra sinais de dor e desconforto, o tratamento de quimioterapia pode não ajudar a melhorar ou prolongar sua qualidade de vida.

  • Considerações financeiras: Tratamentos quimioterápicos caros e não curativos podem representar um compromisso significativo.

  • A idade e a saúde do seu cão: Seu cão tem outros problemas de saúde, como doença cardíaca ou renal? Pergunte sobre esses e outros fatores que afetam o conforto geral do seu cão.

Aprender sobre câncer e quimio pode ser avassalador e levantar muitas perguntas. Para garantir que você obtenha todas as respostas que procura e para ajudá-lo a tomar uma decisão sobre o caminho a seguir, o Dr. Brown recomenda:

  • Garanta um diagnóstico definitivo: Isso envolverá testes (como raios X e biópsia), obtenção de resultados e determinação se testes diagnósticos adicionais são necessários (como uma ressonância magnética).

  • Descobrir um cronograma: Em alguns casos, pode não haver muito tempo para pesquisar suas opções. Portanto, certifique-se de ter um plano em vigor para diferentes cenários.

  • Obtenha toda a orientação que você precisa: Uma maneira de fazer isso é ter discussões abertas com seu veterinário. Além disso, considere buscar aconselhamento de um oncologista canino.

  • Aprenda com outras pessoas que estão passando pela mesma coisa: Pode haver grupos de apoio disponíveis perto de você para famílias com cães com câncer.

Para saber mais, incluindo como você pode ajudar a combater o câncer canino, envolva-se no apoio à pesquisa sobre câncer canino para cães por meio do recurso digital Câncer Canino da CHF.

Artigos Relacionados

Blog / Dicas

Burmês Preço

O  Burmês é um gato muito desejado por isso existem gatil com demandas de preços diferentes. O Preço Burmês filhotes varia de R$ 500,00 a R$

Veja mais »