Origem do Pequinês

Origem do Pequinês

 O Pequinês é um velho senhor originário da China, sua história data de 800 d.C. e acredita-se que ele tenha vivido na corte da dinastia T’ang. Criados exclusivamente para serem animais domésticos, os pequineses eram os animais de estimação oficiais do Palácio Imperial Chinês, centro cerimonial e político da China, local hoje conhecido por Cidade Proibida. E como eram os cachorros do imperador, a pena por contrabandear o pequinês fora dos muros do palácio imperial era a morte.

Essa proibição fez com que o pequinês ficasse durante muito tempo restrito à China. Foi só em 1860 que a raça foi apresentada ao mundo ocidental, quando um dos complexos do Palácio Imperial foi ocupado por tropas francesas e inglesas. Os soldados encontraram alguns pequineses e presentearam a nobreza com alguns exemplares – a rainha Vitória, da Inglaterra, batizou o seu de looty. Mais tarde, a Imperatriz Viúva Tseu-Hi, após estabelecer relações comerciais e diplomáticas com os Estados Unidos entre os anos 1861 e 1908, presenteou vários americanos com pequineses, incluindo a filha de Theodoro Roosevelt, antigo presidente dos Estados Unidos, contribuindo para a divulgação da raça.

Alguns eventos fizeram com que a raça ficasse cada vez mais conhecida, como primeira exibição da espécie em 1894, na Inglaterra. Além disso, a família Roosevelt chegou a ter um Pequinês na Casa Branca. O pet foi um presente da Imperatriz Tseu-Hi ao presidente americano, no início do século 20.

Artigos Relacionados

Blog / Dicas

Origem do Burmês

Origem do Burmês As primeiras referências citadas sobre estes gatos encontram-se manuscritos do século XIV e XV que são provenientes principalmente da antiga capital do

Veja mais »