Qual quantidade de petisco para agradar nesta quarentena?

 

Nesta quarentena estamos ficamos mais tempo com nossos pets, e criamos novas rotinas. Alguns passeiam mais agora que os tutores estão em casa, outros passeiam menos, mas com certeza uma coisa todos eles compartilham: o aumento na oferta de petiscos ou outros alimentos em casa!
Com o excesso de petiscos e o fornecimento de outros alimentos, assim como uma mudança na rotina, podem causar alterações no intestino deles, ocasionando diarreias e desconforto. Por isso devemos proteger a saúde intestinal dos nossos amigos!

A convivência frequente com os tutores, os petiscos e agrados a mais e a diminuição dos passeios por conta do novo coronavírus (Sars-CoV-2) começaram a deixar os Pets mais ansiosos  e, como consequência disso, houve um aumento no peso deles. Pesquisas levantadas pela Mars Petcare mostram que mais de 50% da população mundial de animais de estimação estão em situação de sobrepeso.

Esses fatores causados pelo isolamento social podem intensificar ainda mais o problema do sobrepeso que, se não for diagnosticado e tratado, pode acarretar problemas cardíacos, nas articulações, digestivos e até mesmo diabetes.

A especialista ainda evidencia o grande vilão durante esse período: os petiscos dados a mais para o animal. Não só petiscos próprios para pets como também alimentos que o dono pode vir a oferecer quando o bichinho faz a famosa “cara de pidão”. Alguns podem fazer mal a ele e também fazê-lo adquirir os quilinhos a mais.

Artigos Relacionados

Blog / Dicas

Collie Preço

O Collie é um cão muito desejado por isso existem canis com demandas de preços diferentes. O Preço do Collie filhote varia de R$ 600,00

Veja mais »