Terra diatomácea para pulgas em cães: usos, efeitos colaterais e alternativas

Terra diatomácea para pulgas em cães: usos, efeitos colaterais e alternativas

As pulgas são parasitas que transmitem doenças e se alimentam do sangue do animal hospedeiro. A saliva da picada de uma pulga contém proteínas e enzimas que podem causar secura, coceira e irritação. Algumas doenças transmitidas por pulgas podem se espalhar para humanos e outros animais de estimação, portanto, a prevenção é a melhor estratégia para manter todos seguros, inclusive saber quando é a temporada de pulgas e carrapatos em seu estado. Existem muitos preventivos contra pulgas no mercado que variam em eficácia e no tipo de parasita que tratam. Por exemplo, alguns produtos têm como alvo carrapatos e pulgas.

Se você pesquisou opções naturais ou holísticas para o controle de pulgas, deve estar se perguntando: a terra diatomácea é segura para cães? A terra diatomácea mata as pulgas que entram em contato com essa substância pulverulenta, feita de sílica. Antes de usar qualquer produto perto de seu cão, leia o rótulo com atenção e consulte seu veterinário para garantir que é a escolha certa para seu cão e sua casa.

O que é terra diatomácea?

Algumas pessoas consideram a terra diatomácea para pulgas parte de uma abordagem holística para manter os parasitas longe de seus animais de estimação, casas e empresas. A terra diatomácea é “uma substância natural derivada das cascas de algas fossilizadas”, diz a Dra. Linda Simon, veterinária da Senior Tail Waggers. Atualmente, mais de 150 produtos com terra diatomácea estão registrados para uso em fazendas, edifícios, jardins e canis para animais de estimação para controlar populações de pragas, de acordo com o Centro Nacional de Informações sobre Pesticidas.

A terra diatomácea é composta de organismos unicelulares chamados diatomáceas, cujos esqueletos contêm sílica. À medida que esses restos fossilizados se acumulam em córregos, rios e lagos, eles podem ser extraídos. Eles são então usados ​​para fazer uma variedade de produtos, incluindo pasta de dente, produtos para a pele, alimentos, bebidas, tintas e até dinamite. A Food & Drug Administration dos EUA rotula os produtos como “qualidade alimentar” quando contêm terra diatomácea purificada.

Dogue Alemão ao lado de uma mulher de meia idade ao ar livre em uma fazenda.

©Jennifer – stock.adobe.com

Como usar terra diatomácea para pulgas

A terra diatomácea funciona absorvendo os óleos e gorduras do exoesqueleto de um inseto, o que faz com que o parasita seque e morra. Quando vista ao microscópio, a terra diatomácea tem bordas irregulares que se parecem com cacos de vidro. Essas pontas afiadas podem irritar ou perfurar a casca externa da pulga, removendo assim o exoesqueleto e acelerando o processo de secagem.

As pulgas fêmeas podem começar a produzir ovos 24 a 36 horas após o acasalamento. A exposição à terra diatomácea pode matar uma pulga adulta em poucas horas e pode matar algumas larvas. No entanto, este produto não é muito eficaz para matar ovos de insetos, que podem permanecer no pelo e na cama do seu cão e continuar o ciclo de reprodução.

Apesar dos danos que a terra diatomácea pode causar ao corpo de um inseto, sua eficácia na prevenção de pulgas é discutível. “Terra de diatomáceas certamente não é um método de prevenção de parasitas que eles recomendam usar na escola de veterinária”, diz o Dr. Simon. “Nunca recomendei a um cliente que o usasse e não planejo fazê-lo no futuro.”

Como espalhar terra diatomácea para pulgas

Como a terra diatomácea é abrasiva e boa na absorção de gorduras, ela tem uso potencial como inseticida. A pesquisa sugere que a terra diatomácea pode ser uma alternativa ecologicamente correta ao uso de pesticidas sintéticos.

Embora esta substância seja considerada não tóxica para pessoas e animais de estimação, isso não significa que o uso de terra diatomácea para cães seja isento de riscos. Por exemplo, você deve evitar aplicar o produto diretamente na pele de um cachorro, pois pode irritar os olhos, a pele e o sistema respiratório, diz ela. Ela também desaconselha espalhar este produto dentro de sua casa, pois seu cão pode consumi-lo, rolar nele ou ingeri-lo acidentalmente ao se limpar.

As pessoas que usam este produto devem tomar precauções de segurança para proteger a si mesmas e a outras pessoas em casa. Essas medidas incluem o uso de luvas, óculos de proteção e cobertura facial para evitar a inalação de partículas de poeira ou o contato com os olhos. Você pode usar este produto em carpetes, pisos e rodapés. Você pode deixar terra diatomácea no carpete para pulgas por até três dias. Depois, certifique-se de aspirar as superfícies macias e limpar completamente as superfícies duras. Ao usar este produto ao ar livre, você precisará dispensar uma quantidade maior porque não funcionará tão bem com vento e chuva.

Farmdog Dinamarquês-Sueco em pé ao ar livre ao entardecer.

©FED Wetherbee

Alternativas para prevenção de pulgas

Embora a terra de diatomáceas possa ser vista como uma opção para aqueles que procuram o controlo natural das pulgas, a sua eficácia é frequentemente considerada limitada. É improvável que a terra diatomácea mate todas as pulgas adultas e não impeça a reprodução das pulgas. As pulgas deixadas para trás ainda são capazes de morder animais de estimação e se reproduzir.

A terra diatomácea também pode ter consequências adversas para a saúde do seu cão, de acordo com o Dr. Simon. “Existem produtos melhores que você pode usar para tratar infestações no meio ambiente, como sprays, como o Indorex”, diz ela. Se você optar por usar terra diatomácea como inseticida, ela recomenda adicioná-la ao solo e garantir que seu cão fique longe da área tratada.

No caso de uma infestação significativa por pulgas, ela recomenda o uso de um tratamento local contendo Imidaclopride. Outras opções seguras para cães são um comprimido, como o Nexgard, ou uma coleira, como o Seresto. “Os donos de cães devem tratar todos os animais de estimação e a casa, já que até 95% de qualquer carga de pulgas vive do animal”, diz ela.

Se você deseja usar produtos naturais, a terra diatomácea pode ajudar a reduzir a população de pulgas. Para sua tranquilidade, “existem hoje métodos preventivos contra pulgas muito mais seguros e eficazes”, acrescenta ela. Sua melhor aposta é consultar seu veterinário sobre o que será mais eficaz.

Artigos Relacionados